.: MULHERES DE PEITO

Falando abertamente sobre o Câncer de Mama


O projeto “Mulheres de Peito - falando abertamente sobre o câncer de mama” é uma iniciativa do grupo Mulheres de Peito (composto por: Sergio Lopes, Maria Taccari, Mirela Janotti e Silvia Prado) e foi desenvolvido em uma parceria entre as empresas Conteúdos Diversos e Cinema Animadores e o GBECAM (Grupo Brasileiro de Estudos do Câncer de Mama). Trata-se de documentário que soma as histórias das “mulheres de peito”: Mirela Janotti, Patrícia Resende, Márcia da Silva Barros, Graciela Alves Reyes, Aline Mourão Baptista Bertaco e Mirna Gama - estas mulheres demonstram com suas experiências como gerenciaram os conflitos gerados a partir do diagnóstico de um câncer de mama. Além disso, o documentário é permeado por conversas com médicos, psico-oncologistas, tatuadores, fabricantes de chapéus e roupas para mulheres mastectomizadas – todos envolvidos na delicada cadeia que envolve a mulher com câncer de mama, atacada no símbolo de sua feminilidade. Este projeto foi inspirado no livro FORÇA NA PERUCA – Tragédias e Comédias de um Câncer, escrito pela publicitária Mirela Janotti, uma das mulheres que protagonizam o documentário, que conta através de uma linguagem leve e cheia de otimismo como enfentou a doença com determinação e bom humor. O documentário foi dirigido po Paula Galacini que através de sua experiência e intuição conseguiu traduzir de forma cativante as experiências e emoções de cada um dos participantes deste documentário.



A palavra câncer traz consigo um grande estigma: é sinônimo de morte. Portanto, a primeira reação à confirmação do diagnóstico do câncer de mama é a percepção da finitude da vida. As mulheres do documentário relatam a importância de buscar informações sobre sua doença, sua extensão e gravidade, sobre as alternativas terapêuticas disponíveis e resultados esperados. O Dr. Sergio Simon (Oncologista clínico do Hospital Israelita Albert Einstein e Presidente do GBECAM) apresenta no documentário as informações sobre os tipos de câncer de mama e os avanços terapêuticos de forma resumida e em linguagem simples. As mulheres ressaltam ainda a importância de “permitir-se” ser cuidada por pessoas que ela costuma cuidar (marido, filhos, mãe, família). O suporte emocional da família, amigos e psico-oncologistas é crucial neste momento. A Dra. Ivete de Souza Yavo (psico-oncologista do Instituto de Psicologia da USP) que também participa do documentário destaca o papel do psico-oncologista no sentido de fornecer subsídios à paciente para lidar com o diagnóstico e mobilizar seus recursos adaptativos internos a fim de participar ativamente de seu tratamento e aumentar as possibilidades de melhora ou mesmo cura. O documentário aborda também a questão do impacto do câncer de mama sobre a autoimagem, autoestima, sexualidade e relações interpessoais. O câncer de mama fere os símbolos de feminilidade e sexualidade da mulher.



As “Mulheres de Peito” destacam no documentário a importância de buscar manter um padrão de normalidade em suas vidas durante o tratamento do câncer e manter-se produtiva, seja através do exercício de suas profissões ou de outras atividades complementares, como trabalhos manuais e artísticos. Muito mais do que prestar informação médica apresentada por profissionais renomados, o documentário esbanja sensibilidade ao privilegiar esse universo emocional, desde o momento do diagnóstico até a delicada rotina de tratamento. Com a proposta de contribuir para desmistificar o olhar sobre o câncer de mama, o documentário ainda deixa um recado sonoro sobre a importância da detecção precoce. O projeto pretende acolher e homenagear as mulheres que enfrentam o câncer de mama e que lutam para manter sua figura e sua imagem feminina intocadas ao longo do tratamento. O documentário possui uma versão reduzida de 26 minutos (que teve o apoio de Produtos ROCHE Químicos e Farmacêuticos) e uma versão completa de 52 minutos, que está sendo exibida periodicamente pela GNT (a primeira exibição foi em 14 de outubro de 2012) e que pode ser adquiridona loja virtual Mulheres de Peito http://www.mulheresdepeito.com.br/ (em PRODUTOS – menu superior).



Acompanhem as novidades através do site do projeto www.mulheresdepeito.com.br e no Facebook - Mulheres de Peito Oficial.



Parte da renda apurada pelo projeto será revertida para a realização de estudos clínicos em câncer de mama que o GBECAM desenvolve. O GBECAM acredita que, com conhecimento científico de qualidade e credibilidade, já teremos andado boa parte do caminho na luta contra o câncer de mama.





Av. Ibirapuera, 2907, conj. 216 - Indianópolis - CEP 04029-200 - São Paulo - SP - Brasil - gbecam@gbecam.org.br